MySpace lança site de música com todas as gravadoras

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 11:58 BRT
 

Por Yinka Adegoke

NOVA YORK (Reuters) - O MySpace, maior site de redes sociais do mundo, controlado pela News Corp., lançou uma aguardada parceria com as quatro principais gravadoras do mundo, num esforço para concorrer com a iTunes, a loja de música digital da Apple, líder de mercado.

O MySpace Music tem por objetivo conquistar os fãs com uma mistura de música gratuita ilimitada, catálogos abrangentes de canções, ingressos para shows, merchandising e outros recursos de entretenimento.

O lançamento do novo serviço foi perturbado por especulações quanto à data em que ele estaria operacional e pela busca, ainda não encerrada, de um presidente-executivo.

Mas o maior desafio para a nova empreitada foi assinar um acordo com a quarta maior gravadora, a EMI Music, que resistiu até algumas horas antes do anúncio de lançamento do serviço.

O MySpace Music também assinou acordos de licenciamento com The Orchard, uma distribuidora de música independente produzida por centenas de pequenas gravadoras, e com a editora musical Sony/ATV, joint-venture entre a Sony e o astro pop Michael Jackson.

Em abril, o MySpace confirmou que havia fechado acordo para uma joint-venture com o Universal Music Group, com a Sony BMG Music Entertainment e com o Warner Music Group.

Todas as grandes gravadoras aceitaram pequenas participações acionárias no novo empreendimento, em proporções que refletem sua participação de mercado. Isso significa que a Universal teria a maior participação e a EMI a menor.

As gravadoras, que enfrentam dificuldades devido à queda nas vendas de CDs, estão ansiosas por aproveitar as fontes diversificadas de receita que o MySpace Music pode oferecer --ganhando dinheiro com publicidade de primeira linha, downloads de música via Amazon.com. ringtones e, no futuro, ingressos para shows e mercadorias.

O MySpace mesmo considera que deve atrair mais publicidade de qualidade para seu serviço, ao compreender os interesses dos consumidores, e assinou grandes contratos publicitários com McDonald's e Toyota.