Asustek lançará novos netbooks até o final de 2009

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 17:05 BRT
 

Por Baker Li e Argin Chang

TAIPÉ (Reuters) - A Asustek Computer, uma pioneira na cada vez mais popular categoria de computadores de baixo custo conhecidos como netbooks, planeja lançar entre seis e oito modelos pelo final do ano que vem, o que deve ajudá-la a mais que dobrar as vendas, ante o total deste ano.

Desde que lançou a linha Eee PC, no ano passado, a taiuanesa Asustek recebeu a companhia da maioria dos grandes fabricantes mundiais de computadores, na categoria, entre os quais Acer, Dell e Hewlett-Packard.

Apesar da crescente concorrência dos recém-chegados, a empresa tem por objetivo manter seu preço médio de venda no ano que vem, na linha de netbooks Eee, disse Samson Hu, gerente geral da divisão Eee PC da Asustek em entrevista à Reuters na sexta-feira.

"Navegar pela Internet se tornou parte de nossa vida cotidiana, de modo que a demanda por aparelhos que se conectem à Internet está crescendo e tem imenso potencial", declarou Hu em entrevista.

O Eee PC, vendido por preço a partir de 299 dólares, foi recebido calorosamente entre os apreciadores dos preços baixos. Com peso de cerca de um quilo, o pequeno computador permite que os usuários executem várias atividades, entre as quais armazenar vídeos, em um sistema de memória flash a prova de choque, e dá acesso à Web em bares e cibercafés.

O Eee PC, o Aspire One, da Acer, e outros modelos semelhantes são dirigidos predominantemente aos mercados emergentes e aos compradores de computadores adicionais nos mercados maduros.

"É inevitável que vejamos uma guerra de preços nos modelos de entrada ou básicos, mas temos modelos mais caros e uma boa linha de produtos que podem oferecer compensação para as pressões de preços", disse Hu, que tem formação em engenharia e trabalhou para a Acer antes de se transferir para a Asustek em 2001.

O preço mais caro para um Eee PC é de 699 dólares, que continua a representar metade do preço de um notebook Asustek comum.

A unidade de Hu quer atingir a meta de entre 10 e 15 milhões de unidades que a Asustek projetou em agosto para 2009. Isso representa duas ou três vezes mais que os 5 milhões de unidades estimados para este ano.