Falha em software da Adobe permite download gratuito de filmes

sexta-feira, 26 de setembro de 2008 18:13 BRT
 

Por Daisuke Wakabayashi

NOVA YORK, 26 d (Reuters) - Uma falha de segurança no software da Adobe Systems usado para distribuir filmes e programas de TV via Internet está permitindo que usuários obtenham acesso gratuito para gravar e copiar conteúdo no serviço de streaming de vídeo da Amazon.com.

O problema expõe o conteúdo de vídeo online à mesma pirataria descontrolada que prejudicava a indústria da música na era do Napster e está prejudicando os esforços do varejo, dos estúdios de cinema e das redes de televisão para tirar vantagem das grandes audiências que a Web propicia.

"Trata-se de uma falha fundamental no projeto da Adobe. O software foi projetado de maneira estúpida", disse Bruce Schneier, o especialistas em segurança que serve como vice-presidente de tecnologia de segurança da British Telecom.

A falha está nos servidores de vídeo Flash da Adobe que estão conectados aos players da empresa, instalados em quase todos os computadores conectados à Internet no mundo.

O software não cifra o conteúdo online, mas apenas as ordens enviadas a um player de vídeo para que comece e encerre a execução.

A fim de acelerar as velocidades de download, a Adobe abandonou um recurso de segurança reforçado que protegia a conexão entre o software e os players Adobe.

"A Adobe tem um compromisso para com a segurança de todos os nossos produtos, dos nossos players ao nosso software para servidores. A empresa investe muito esforço, constantemente, para ajudar a proteger usuários contra potenciais vulnerabilidades", afirmou a Adobe em comunicado.

A Adobe anunciou que havia lançado um boletim de segurança no começo do mês sobre a melhor forma de proteger o conteúdo online e pediu a seus usuários que acoplassem a segurança de seu software a um recurso que verifica a validade de seu player de vídeo.

Um porta-voz da Amazon afirmou que o conteúdo no serviço de vídeo sob demanda da empresa, que oferece até 40 mil filmes e programas de TV, não pode ser pirateado por meio de software de captura de streamings de vídeo.

Em testes realizados pela Reuters, entretanto, pelo menos um programa de gravação online de vídeo, o Replay Media Catcher da Applian Technologies, gravou filmes da Amazon e de outros sites que usam a tecnologia de criptografia da Adobe junto com seu verificador de vídeo.