Sun inicia esforço para converter usuário do MySQL em cliente

segunda-feira, 29 de setembro de 2008 15:00 BRT
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - A Sun Microsystems do Brasil começou o esforço para identificar os usuários do banco de dados MySQL, baseado em códigos-abertos, e torná-los clientes rentáveis da companhia de infra-estrutura de tecnologia.

A Sun anunciou a compra da MySQL, companhia criada na Suécia, em fevereiro deste ano por 1 bilhão de dólares. No Brasil, entretanto, embora existam usuários do banco de dados que pode ser baixado gratuitamente pela Internet, não existia nenhuma estrutura comercial da empresa.

A expectativa da subsidiária é acrescentar entre 250 e 300 novas contas neste ano fiscal, que termina em 30 de junho de 2009, segundo Rodolfo Fontoura, presidente da Sun do Brasil, em encontro com a imprensa.

Com a MySQL, a Sun ingressou no segmento de banco de dados, mercado que movimenta 15 bilhões de dólares por ano e ainda espera associar ainda mais seu nome aos softwares de código aberto. "Ficamos ainda mais associados ao conceito de open source", disse Fontoura.

Segundo ele, a primeira coisa que a subsidiária passou a fazer após a conclusão dos trâmites da compra foi levantar a malha de parceiros e de clientes da MySQL no país.

"É difícil achar uma empresa que não use o MySQL", afirmou o executivo, que, entretanto, ainda não tem o número de usuários fechado.

Ele informou poder revelar que a companhia Paggo, braço da Oi de sistemas de pagamento via celular, é uma usuária, assim como algumas redes de varejo "do Brasil inteiro", segundo Fontoura, que pedem, no entanto, sigilo de seus nomes.

Usar o banco de dados de forma independente é algo que qualquer empresa pode fazer. Se quiser contar com serviços de implantação e suporte, entretanto, as corporações precisam assinar contratos com pagamentos mensais com a companhia, que hoje é parte da divisão de softwares da Sun.   Continuação...