Intel prevê salto de 29% nas vendas de PCs da AL em 2008

segunda-feira, 29 de setembro de 2008 16:49 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Com base no desempenho do primeiro semestre do ano, a Intel, maior fabricante mundial de chips de computador, espera um aumento de 29 por cento nas vendas de microcomputadores da América Latina este ano.

Nos primeiros seis meses de 2008, foram vendidos 12,8 milhões de microcomputadores na região, volume 25 por cento maior que os 10,2 milhões de unidades vendidas em igual período do ano passado.

Em comunicado à imprensa, a Intel cita dados da consultoria IDC que estima que, até dezembro, serão vendidos 29,4 milhões de PCs, total que representa alta de 29 por cento sobre as vendas de 2007.

Do total que deverá ser vendido em 2008, 19,2 milhões deverão ser microcomputadores de mesa (desktops) e 10,2 milhões serão notebooks.

O volume de notebooks, que hoje representa 35 por cento das vendas totais de computadores, deve chegar a 63 por cento até 2012, caso o cenário econômico se mantenha.

De acordo com a fabricante de chips, as razões que impulsionam as vendas de PCs na América Latina são maior oferta de crédito e a acirrada competição, que reduz os preços e aumenta a oferta de produtos.

(Por Taís Fuoco)