Nokia enfrentará Apple na música e com tela sensível ao toque

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 10:34 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A principal fabricante mundial de celulares, Nokia, lançará um pacote de serviço de música gratuita na quinta-feira e analistas consideram que ele deva representar uma séria ameaça ao domínio da Apple sobre o setor de música digital.

A Nokia deve revelar mais detalhes sobre o pacote "Comes with Music" nesta quinta-feira, em um evento para analistas e imprensa, em Londres. A companhia finlandesa também lançará seu primeiro celular com tela sensível a toques, para enfrentar o popular iPhone, da Apple, disseram fontes à Reuters.

O "Comes with Music" e produtos semelhantes de outros fabricantes de aparelhos podem ajudar o setor de música a compensar a queda nas vendas de CDs e a reduzir os downloads ilegais.

A batalha pelo setor de música na telefonia móvel está recebendo cada vez mais concorrentes, com a Sony Ericsson lançando seu pacote musical este mês, na Suécia, enquanto a sul-coreana LG Electronics planeja serviço semelhante ao da Nokia.

O pacote da Nokia vai diferir dos demais porque os usuários poderão reter toda a música que baixarem por um período de 12 meses. Não haverá pagamento por faixa baixada, já que o custo está integrado ao da aquisição do celular vinculado ao serviço.

"O 'Comes with Music' poderia levar música gratuita a milhões de consumidores, mudando radicalmente o setor de música e representando sério desafio ao domínio da Apple", afirmou David MacQueen, analista da Strategy Analytics, em relatório de pesquisa.

"Em um mercado no qual preço e seleção são tão mais importantes do que marcas, para os consumidores, a Apple não pode contar em reter usuários quando estiver concorrendo com uma oferta de custo zero", disse MacQueen.

O pacote é a primeira grande incursão da Nokia no setor de serviços. No ano passado, a empresa anunciou uma grande reformulação em toda a sua organização com o objetivo de construir novos negócios com base na oferta de serviços via Internet, para compensar a redução no crescimento das vendas de hardware.   Continuação...