Apple nega informação de site sobre ataque cardíaco de Jobs

sexta-feira, 3 de outubro de 2008 13:54 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Uma reportagem veiculada na Internet que informou que Steve Jobs, o presidente-executivo da Apple, teria sofrido um ataque cardíaco não é verdadeira, informou a empresa na sexta-feira.

Em resposta a uma informação veiculada pelo "iReport", um site de notícias alimentado por internautas e operado pela rede de televisão CNN, Steve Dowling, porta-voz da Apple, afirmou à Reuters em mensagem de email que o relato "não é verdade".

A notícia publicada afirmou que Jobs teve de ser levado ao pronto-socorro depois de sofrer um "sério ataque cardíaco". Ao ser perguntado sobre mais detalhes sobre o estado de saúde de Jobs, Dowling apenas repetiu: "A reportagem não é verdade."

O texto foi removido posteriormente do site. Não foi localizado um porta-voz da CNN para comentar de imediato.

As ações da Apple, que já sofreram abalos no passado devido a incertezas sobre o estado de saúde de Jobs, subiram mais de cinco por cento na abertura do pregão, mas começaram a cair quando o boato começou a ganhar força ao ser espalhado por blogs. Houve um momento em que as ações da empresa registravam queda de mais de dois por cento, cotadas a 94,65 dólares, a marca mais baixa em 17 meses.

Depois que a Apple negou a reportagem, as ações se recuperaram e chegaram a 104,04 dólares, com alta de 3,9 por cento na Nasdaq. No meio da tarde, os papéis ampliavam a valorização para 4,5 por cento.

A informação publicada no site surgiu cerca de um mês depois que Jobs, muitas vezes visto como insubstituível no comando da empresa, apresentou novos modelos do player de mídia digital iPod. Na apresentação, o executivo pareceu mais magro, mas animado. Ele subiu ao palco diante de uma tela onde se lia a frase "as notícias sobre a minha morte foram muito exageradas", uma citação do romancista norte-americano Mark Twain.

Antes do evento, os investidores estavam preocupados há meses com a saúde de Jobs depois que ele surgiu muito magro em um lançamento de produtos em junho. Em 2004, Jobs, 53, anunciou que havia passado por uma cirurgia bem-sucedida para remover um tipo raro de câncer pancreático.

O site iReport publicou um aviso: "A CNN não garante a veracidade do conteúdo ou a qualidade da cobertura do iReport.com."

Diversas organizações noticiosas importantes, entre as quais a Reuters, oferecem a seus leitores a oportunidade de submeter reportagens e fotos pela Web.

(Por Franklin Paul)

 
<p>O presidente-executivo da Apple, Steve Jobs, fala durante evento de lan&ccedil;amento de novos modelos do port&aacute;til iPod, no dia 9 de setembro. Uma reportagem veiculada na Internet que informou que Jobs teria sofrido um ataque card&iacute;aco n&atilde;o &eacute; verdadeira, informou a empresa na sexta-feira. REUTERS/Robert Galbraith (UNITED STATES) (Newscom TagID: rtrphotosthree697821) [Photo via Newscom]</p>