24 de Outubro de 2008 / às 20:04 / 9 anos atrás

Cápsula russa Soyuz retorna à Terra com turista dos EUA

Por Shavkat Rakhmatullayev

PERTO DE ARKALYK, Cazaquistão (Reuters) - A cápsula Soyuz posou com segurança no Cazaquistão na sexta-feira, com um turista espacial dos EUA e dois cosmonautas russos a bordo, colocando fim a uma série de problemas surgidos nas aterrissagens desse módulo e que alimentaram dúvidas a respeito do aparelho.

"Eu me sinto bem. Muito bem. A reentrada (na atmosfera) foi totalmente tranqüila", disse à Reuters, depois de a equipe russa de resgate tê-lo retirado da cápsula, um sorridente Richard Garriott, que pagou 35 milhões de dólares para ficar 12 dias no espaço.

Chamuscada devido à reentrada escaldante na atmosfera terrestre, o aparelho brecou sua queda por meio de um imenso pára-quedas e colocou em funcionamento motores especiais movidos a pólvora a fim de tornar mais suave a aterrissagem.

A cápsula caiu em meio a uma nuvem de areia, em um campo localizado 80 quilômetros ao norte da cidade de Arkalyk.

Uma transmissão ao vivo da Nasa Television desde o centro de controle da missão em Moscou descreveu a operação como perfeita.

O sucesso representa um alívio para as autoridades russas e norte-americanas, preocupadas com os pousos depois de o aparelho ter apresentado problemas por duas vezes no último ano, sujeitando as tripulações a perigosas reentradas "balísticas".

Uma reentrada balística é mais íngreme do que uma normal e submete os ocupantes da cápsula a forças gravitacionais intensas. Um astronauta sul-coreano afirmou ter ficado com medo de morrer durante um pouso desse tipo, ocorrido em abril.

"Não me lembro de uma aterrissagem perfeita como essa", disse para repórteres, em Moscou, Anatoly Perminov, chefe da agência espacial russa Roskosmos. "Fizemos tudo o que era possível e um pouco mais, e o pouso foi ideal, sem tirar nem por. A tripulação sentiu-se bem."

PAI E FILHO

Depois de tocar o solo, as equipes de resgate cercaram a cápsula, abriram a escotilha e tiraram os cosmonautas enquanto os primeiros raios do sol nascente iluminavam as estepes áridas do Cazaquistão.

Garriott, um magnata norte-americano do setor de videogames, voltou da Estação Espacial Internacional (ISS) junto com os cosmonautas russos Sergei Volkov e Oleg Kononenko.

O norte-americano, filho do astronauta da Nasa Owen Garriott, e Volkov, cujo pai, Alexander, estava no espaço quando a União Soviética entrou em colapso, em 1991, são os primeiros espaçonautas de segunda geração a voarem juntos -- um fato de importância simbólica neste momento em que as relações entre a Rússia e os EUA passam por um período de tensão.

"Essa foi uma experiência maravilhosa e a decolagem na Soyuz foi algo fenomenal. Que máquina linda", afirmou Garriott enquanto seu pai se aproximava e apertava a mão dele.

"Claro que a Estação Espacial Internacional é incrível e a volta para casa foi tudo o que, como vocês sabem, eles me prometeram."

A tripulação, debaixo de cobertores para se proteger do frio intenso, foi levada em cadeiras reclináveis especiais até uma tenda médica inflável para os exames padrão enquanto se acostumava à gravidade da Terra. A Nasa disse que os três encontravam-se em "condições excelentes".

"Como você pode aparentar esse empolgação e estar pronto para voar de novo?", perguntou Owen Garriott, enquanto cumprimentavam o filho efusivamente. Richard respondeu: "Porque estou empolgado e pronto para voar de novo".

Reportagem adicional de Dmitry Solovyov e Guy Faulconbridge, em Moscou

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below