Microsoft oferece recompensa a canadense que fugiu de casa

segunda-feira, 27 de outubro de 2008 16:36 BRST
 

Por Wojtek Dabrowski

TORONTO (Reuters) - A Microsoft Corp ofereceu pagar o mesmo valor de uma recompensa já oferecida para quem encontrar um adolescente canadense que fugiu de casa depois que seus pais tomaram seu video game Xbox 360.

A Microsoft, que fabrica o Xbox 360, disse que vai igualar a recompensa de 19.400 dólares para quem der informações que levem ao retorno de Brandon Crisp.

"Assim como todo mundo, estamos profundamente preocupados com o desaparecimento de Brandon Crisp", disse a empresa em um email. "As autoridades entraram em contato com a Microsoft sobre este assunto e estamos cooperando totalmente com elas. Não podemos fazer mais comentários sobre a natureza de nossa cooperação devido à investigação em curso".

O menino de 15 anos está desaparecido desde 13 de outubro. Ele fugiu de sua casa em Barrie, Ontario, no norte de Toronto, depois que seus pais o proibiram de jogar video game porque ele estava viciado em jogar "Call of Duty 4: Modern Warfare".

O jogo é um simulador de tiroteios em uma guerra, que dá aos jogadores a sensação de caminhar pelo local. O jogo também permite que os usuários se conectem a um serviço online para competir com outros jogadores, em times ou individualmente.

É possível que a polícia peça ou já tenha pedido à Microsoft para que divulgue a lista de pessoas com as quais Brandon jogou recentemente.

A polícia e voluntários estão vasculhando a região de Barrie, que fica a cerca de um hora de Toronto, mas até agora não conseguiram encontrar o garoto.

Desde que os jogos onlines ficaram populares no começo da década, pais e acadêmicos têm se preocupado com a possibilidade de vício.

No ano passado, a Associação Médica Norte-americana disse que são necessárias mais pesquisas sobre o potencial viciante dos video games. A Associação pediu aos pais que monitorem com cuidado o uso que seus filhos fazem dos video games e da Internet.

Sites como o www.wowdetox.com (que oferece fóruns para os viciados que querem parar de jogar "World of Warcraft", um jogo online) têm funcionado.