Fujitsu compra parte da Siemens na associação de PCs

terça-feira, 4 de novembro de 2008 13:16 BRST
 

Por Sachi Izumi

TÓQUIO (Reuters) - O conglomerado japonês de eletroeletrônicos Fujitsu vai comprar os 50 por cento que a Siemens controla na joint-venture de computadores entre as duas companhias por 450 milhões de euros (567 milhões de dólares), em uma tentativa de ampliar sua presença em mercados internacionais.

A Fujitsu informou que espera que a aquisição possa ajudá-la a se fortalecer na concorrência com IBM e HP no mercado de servidores na Europa, Oriente Médio e África.

O acordo também deve permitir que a Siemens, que está se desfazendo de alguns negócios que fujam à sua atividade principal, possa garantir mais recursos para as áreas de energia e serviços de saúde em um momento em que a crise financeira global pode reduzir a demanda por computadores.

A Siemens disse que poderá fortalecer seu caixa em 310 milhões de euros no fechamento do acordo com a Fujitsu, esperado para abril.

"Nós queremos competir com IBM e HP, mas mesmo com essa aquisição não estamos no nível de enfrentar uma luta", disse Tatsuo Tomita, vice-presidente executivo da Fujitsu, em uma coletiva de imprensa.

"Nós hoje temos uma participação de mercado de um dígito, mas queremos elevar para dois dígitos", completou.

A associação Fujitsu Siemens Computers (FSC) é a maior fabricante de computadores pessoais da Europa e emprega algo como 10,5 mil pessoas em todo o mundo, a maior parte dos quais na Alemanha.

A Fujitsu informou não ter planos de cortar postos de trabalho na empresa. Ela também disse que não tem uma decisão a respeito da linha de computadores pessoais da companhia, que gera em torno de 20 por cento de suas vendas. Algumas reportagens já cogitaram que a Fujitsu possa sair desse negócio após a aquisição.

(Reportagem de Nathan Layne)