Dell pede que trabalhadores tirem férias não remuneradas

terça-feira, 4 de novembro de 2008 19:23 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - A fabricante de computadores Dell, que conclui um processo de demissão de 9 mil postos de trabalho, pediu a alguns empregados que avaliem tirar até cinco dias de férias não remuneradas, além de oferecer pacotes de benefícios a demissões voluntárias e congelar contratações de forma global.

O presidente-executivo Michael Dell anunciou as iniciativas em um email aos empregados na segunda-feira. O objetivo da companhia é reduzir custos operacionais no quarto trimestre, segundo o porta-voz Jess Blackburn.

"A idéia é melhor posicionar a Dell no mercado competitivo em longo prazo", afirmou Blackburn.

"Estamos pedindo aos empregados que avaliem, de forma voluntária, tirar cinco dias de forma não remunerada como uma forma flexível de reduzir custos para a companhia". Os funcionários são convidados a tirar esse período de férias nos próximos três meses.

A Dell divulgou seus resultados do terceiro trimestre no dia 31 de outubro. Seu quarto trimestre se encerra no dia 30 de janeiro de 2009.

A Dell, segunda maior fabricante de computadores depois da HP, tem visto uma redução na demanda global por computadores pessoais diante do enfraquecimento da economia.

A empresa divulgou uma profunda queda nos lucros do segundo trimestre em agosto e informou que concentraria seus esforços em ampliar a participação de mercado em países emergentes como a Índia.

Em agosto, a empresa sediada no Texas afirmou que cortaria 8,5 mil postos de trabalho de uma redução planejada de 8,9 mil para ajustar o negócio à redução global na demanda.

No início deste ano, ela informou ter planos de alcançar economias de 3 bilhões de dólares em três anos.

(Reportagem de Jennifer Martinez)