Lucro da Positivo cai 6,4% no 3o tri por impacto do dólar

quarta-feira, 5 de novembro de 2008 12:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Positivo Informática, maior fabricante de computadores do Brasil, encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido ajustado de 55 milhões de reais, queda de 6,4 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado foi impactado por aumento de despesas financeiras provocado pela valorização do dólar sobre o real.

Em termos não ajustados, que não incluem efeitos de redução de pagamento de ICMS no Paraná, onde está a fábrica da empresa, o lucro líquido despencou 85,5 por cento, para 2,4 milhões de reais.

Apesar da queda no lucro, a companhia teve um salto de 41,5 por cento nas vendas unitárias de computadores, para 437 mil máquinas. O destaque ficou por conta dos notebooks, que no trimestre passado tiveram novo recorde de participação ao serem responsáveis por 32,5 por cento das vendas de PCs da Positivo.

A empresa afirma no comunicado ao mercado divulgado nesta quarta-feira que os preços médios dos PCs no trimestre passado caíram 5,1 por cento em real, para 1.394 reais, e subiram 9,4 por cento em dólar na comparação com um ano antes.

A receita líquida total somou 525,7 milhões de reais, crescimento de 36,1 por cento ano contra ano.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), cresceu 4,6 por cento, para 65,6 milhões de reais. Enquanto isso, a margem recuou para 12,5 por cento.

O custo dos produtos vendidos disparou 39,7 por cento, para 370 milhões de reais.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Vanessa Stelzer)