TIM aposta em iPhone e margens maiores no final do ano

quarta-feira, 5 de novembro de 2008 16:35 BRST
 

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - Depois de mostrar recuperação da rentabilidade e redução da inadimplência no balanço do terceiro trimestre, a TIM espera elevar ainda mais a margem no quarto trimestre do ano e tem a esperança de trazer o iPhone ao seu portfólio de Natal.

A companhia, terceira maior operadora de celular do país em número de clientes, reverteu o prejuízo do ano passado e do trimestre anterior com um lucro de 22,5 milhões de reais entre julho e setembro deste ano.

Nesse período, a margem Ebitda foi de 23,8 por cento das receitas. A companhia fez uma estimativa de manter, na média do ano, uma margem Ebitda entre 22 e 22,5 por cento. Para isso, ela terá de apresentar índice de 26 por cento nos três últimos meses do ano.

O presidente da operadora, entretanto, acredita que será possível, mesmo em um período de fortes promoções de Natal e depois da entrada de novas operadoras no mercado (Oi e "aeiou" em São Paulo e Vivo no Nordeste).

"Estamos confiantes de atingir a margem estimada", disse Mario Cesar Pereira de Araujo, em teleconferência com os jornalistas.

Segundo ele, o controle dos gastos e a seletividade na adição de novos clientes devem garantir a conquista da meta.

IPHONE NO NATAL

O executivo afirmou que, no que depender do seu empenho, os assinantes da TIM terão o iPhone da Apple até o Natal.   Continuação...