Cisco prevê queda de receita diante da expansão da crise econômica

quinta-feira, 6 de novembro de 2008 11:55 BRST
 

Por Ritsuko Ando

NOVA YORK (Reuters) - O presidente-executivo da Cisco, John Chambers, advertiu que a receita da empresa poderá cair em até 10 por cento no trimestre atual, com a expansão do declínio econômico dos Estados Unidos para a Ásia e Europa.

As ações da companhia caíram 6 por cento depois da perspectiva cautelosa de Chambers quanto ao impacto de uma economia global mais fraca para a maior fabricante de equipamentos de rede do mundo, geralmente vista como um termômetro do setor de tecnologia.

"Nós certamente acreditamos que os desafios que afetaram inicialmente os Estados Unidos se espalharam por outros países pelo mundo", disse Chambers.

A Cisco, que fabrica roteadores e switches que direcionam tráfico de Internet, prevê queda de receita entre 5 e 10 por cento no segundo trimestre fiscal.

Os pedidos caíram 9 por cento em outubro ante um ano antes. Chambers afirmou que a expansão geográfica, que ajudou a compensar as fracas vendas nos Estados Unidos, hoje oferece pouca ajuda na medida em que o desaquecimento se espalha por Europa, Ásia e mercados emergentes.

A empresa reiterou sua projeção de crescimento de receita a longo prazo entre 12 e 17 por cento, considerando que a economia global volte ao normal.

(Reportagem adicional de Sinead Carew)