Empresa de Taiwan quer disputar mercado de banda larga no Brasil

quarta-feira, 12 de novembro de 2008 16:51 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa taiuanesa Comtrend decidiu abrir uma subsidiária no Brasil para disputar o mercado de equipamentos de banda larga, em especial os modems de conexão e os sistemas de ampliação da largura de banda vendidos às operadoras.

Apesar de enfrentar por aqui a concorrência de companhias como as chinesas Huawei e ZTE e de outra taiuanesa, a D-Link, a companhia aposta no crescimento da Internet de alta velocidade no país e no potencial da transmissão de TV pela Internet (IPTV), segmento no qual o Brasil ainda engatinha.

Como explicou Glauco Nunes, diretor-executivo da Comtrend para o Brasil, a companhia já vendia equipamentos aos países da América do Sul através de um representante nos últimos três anos.

"A operação ficou grande demais", disse ele, em entrevista à Reuters. Por isso, a empresa decidiu abrir a subsidiária em São Paulo que passa a atender toda a região sul-americana.

A Comtrend já tem contratos para fornecer modems à Telefônica, à GVT e à Sercomtel no país. "O foco da empresa no mundo inteiro é vender somente para as operadoras", afirmou.

Segundo ele, os volumes de vendas atingidos no Brasil já levam a Comtrend a avaliar a produção local. Hoje, a empresa só tem fábricas na China.

"Até 150 mil unidades, não valeria a pena produzir localmente, mas acima disso já começa a justificar", afirmou.

Ele preferiu não revelar o volume já vendido no país, mas informou que só para a Telefônica tem pedidos de mais de 100 mil modems ADSL (ligados aos fios de cobre da linha telefônica).

EXPECTATIVAS COM IPTV   Continuação...