13 de Novembro de 2008 / às 19:04 / 9 anos atrás

"Efeito Oi" impulsiona venda de celulares em outubro

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - O efeito da entrada da Oi no mercado paulista deu o tom nas adições de novos usuários de celular no mês de outubro, segundo dados preliminares informados pelas operadoras à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira.

A avaliação é de Eduardo Tude, presidente da consultoria especializada Teleco, sobre a evolução dos números.

De acordo com os dados, o país adicionou 2,548 milhões de novos usuários no mês passado, atingindo 143,336 milhões de linhas de telefone móvel em todo o país.

O número representa um crescimento de 25 por cento sobre outubro do ano passado e o acréscimo de 20,479 milhões neste ano.

"O vagão já está embalado neste final de ano", afirmou Tude, em entrevista à Reuters. Por isso, ele não espera sinais de redução no ritmo de crescimento do celular até janeiro, período do ano tradicionalmente mais fraco.

Os dados mostram um recorde atrás do outro mês a mês. O período de maior adição em 2008 foi, até o momento, agosto, quando 3,042 milhões de novos celulares foram ativados.

Segundo Tude, o mês passado teve, além da estréia da Oi em São Paulo, também, a chegada da Vivo em dois Estados do Nordeste (Pernambuco e Ceará), "mas em termos de efeito mesmo o que pesou foi a entrada da Oi", disse.

A Oi decidiu usar de uma estratégia bastante agressiva na chegada ao maior mercado do país, onde estreou como quarta operadora (depois de Vivo, Claro, TIM e "aeiou").

Ela começou a vender chips em São Paulo no dia 2 de outubro, concedendo três meses de ligações gratuitas para telefones locais ou outro celular Oi.

No dia 24 de outubro, ela informou ter vendido 1 milhão de chips e ativado 500 mil deles. A expectativa da companhia é chegar a 2 milhões de clientes até o final do ano.

No Estado de São Paulo, que sozinho responde pela Região 3 em que a Anatel divide o país, o total de celulares, segundo os dados preliminares, alcançou 34,442 milhões em outubro, 700 mil a mais que o número de 33,748 milhões do mês anterior.

Na região 1, por sua vez, que envolve o Nordeste, parte do Sudeste e o Norte, o total, que era de 70,315 milhões em setembro, chegou a 71,581 milhões no mês passado, com 1,2 milhão a mais.

Na região 2, em que atua a Brasil Telecom, o total chegou a 37,310 milhões em outubro, ante os 36,723 milhões no mês anterior, com o acréscimo de 587 mil.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below