Lucro do UOL cai 15% no 3o tri com alta em custos e competição

sexta-feira, 14 de novembro de 2008 10:40 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O portal e provedor de acesso à Internet UOL anunciou nesta sexta-feira que seu lucro líquido do terceiro trimestre recuou 15 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, impactado por aumento em despesas operacionais e competição.

A companhia divulgou lucro líquido de 27 milhões de reais para os três meses encerrados em setembro ante resultado positivo de 31,9 milhões de reais um ano antes.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu 22 por cento no período, para 29,1 milhões de reais. A margem recuou 8 pontos percentuais, para 20 por cento.

A empresa informou que a queda no Ebitda aconteceu diante de gastos relacionados a novos produtos.

Os assinantes pagantes de banda larga, de maior rentabilidade que os de banda estreita, cresceram 16 por cento sobre o terceiro trimestre de 2007, para 1,13 milhão. A base total de assinantes do UOL somou 1,78 milhão, avançando 3 por cento sobre o terceiro trimestre de 2007.

A receita líquida cresceu 9 por cento, para 143,8 milhões de reais. Os ganhos com assinaturas, porém, caíram 3 por cento no período, para 129,7 milhões de reais.

"Mesmo com o crescimento de nossa base de assinantes pagantes... o menor ticket médio trouxe como consequência redução de receita. Esta queda do ticket médio foi, sem dúvida, resultante da maior competição no segmento de acesso", informou o UOL em comunicado ao mercado.

Enquanto isso, as receitas com publicidade saltaram 58 por cento na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, para 73,3 milhões de reais.

A empresa encerrou setembro com um crescimento de 11 por cento no número de páginas vistas e de 25 por cento no volume de visitantes únicos, que impactam diretamente o faturamento com publicidade.

O alcance entre os internautas brasileiros do portal subiu 2 pontos percentuais, para 67 por cento. Enquanto isso, o tempo médio que o internauta passa nas páginas do UOL subiu 6 por cento, para 1 hora e 9 minutos.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.)