Presidente do Yahoo vai deixar cargo

terça-feira, 18 de novembro de 2008 10:01 BRST
 

Por Anupreeta Das e Yinka Adegoke

SAN FRANCISCO/NOVA YORK (Reuters) - O Yahoo anunciou que Jerry Yang renunciará da função de presidente-executivo assim que o conselho encontrar um substituto, o que elevou as ações da empresa em quatro por cento, dada a esperança de que saída abra caminho a um acordo da companhia com a Microsoft.

Yang, que retornará ao seu posto anterior em que se concentrará em estratégia e tecnologia, tentou estabelecer um caminho independente para a empresa e terminou levando a culpa quando a Microsoft desistiu de sua oferta de aquisição da empresa, meses atrás.

Enquanto isso, o rival Google abandonou uma proposta de parceria com o Yahoo em publicidade online vinculada a buscas, devido às preocupações expressas por autoridades regulatórias. Além disso, o Yahoo vem enfrentando um coro cada vez mais intenso de protestos de investidores e analistas e uma queda acentuada em suas ações.

Os meses de negociações entre Yahoo e Time Warner, sobre uma possível combinação entre o Yahoo e a America Online --ainda outra maneira de reforçar o faturamento-- também fracassaram.

"A empresa precisa desesperadamente de mudança e essa é claramente uma maneira de promovê-la", disse Ross Sandler, analista da RBC Capital Markets, acrescentando que a Microsoft voltaria a entrar no quadro. "Jerry foi o principal obstáculo à aceitação da proposta anterior."

Yang vem declarando repetidamente que está disposto a vender a companhia, pelo preço certo.

A Microsoft não comentou o assunto.

As ações do Yahoo acumulam queda de 65 por cento desde o pico máximo em um ano de 30,25 dólares, atingido em fevereiro.   Continuação...