Analistas acham improvável que Yahoo venda sua parte na Alibaba

terça-feira, 18 de novembro de 2008 17:47 BRST
 

TAIPEI (Reuters)- O Yahoo provavelmente não vai se desfazer de seu investimento de mais de um bilhão de dólares no Alibaba Group, da China, mesmo depois da renúncia de Jerry Yang, grande simpatizante da China, como presidente-executivo, disseram analistas nesta terça-feira.

O Yahoo anunciou na segunda-feira que Yang, que irritou os acionistas ao rejeitar, alguns meses atrás, uma oferta de aquisição apresentada pela Microsoft, deixaria o posto de presidente-executivo assim que for encontrado um substituto.

"Não importa quem venha a ser o novo presidente-executivo do Yahoo, duvido que deseje vender seus investimentos na China", disse Elinor Leung, analista da CLSA.

"O momento é difícil nos Estados Unidos e a China representa potencial de crescimento para eles", acrescentou.

Outros analistas expressaram perspectivas semelhantes, ainda que o Alibaba tenha apresentado rendimento fraco desde que o Yahoo adquiriu uma participação na empresa por um bilhão de dólares, em 2005, injetando também outros de seus ativos locais no grupo, em troca de 40 por cento de suas ações.

Yang, nascido em Taiwan e co-fundador do Yahoo, era um defensor entusiástico do acordo com o Alibaba e costuma visitar freqüentemente a China, onde muitas vezes participa de eventos com Jack Ma, o chefe do Alibaba.

O Alibaba estabeleceu seu lucrativo site de compras e vendas entre empresas, o Alibaba.com, como uma empresa separada, cujas ações estão sendo negociadas em bolsa há cerca de um ano. A oferta pública inicial atraiu 1,5 bilhão de dólares.

Mas os preços das ações da companhia caíram 65 por cento do momento da abertura de seu capital até agora.

Além disso, tanto seus serviços de leilões eletrônicos quanto os de pagamentos eletrônicos parecem deficitários, apesar de populares junto aos usuários.

A Alibaba.com tem hoje um valor de mercado de 3,4 bilhões de dólares, o que significa que a participação de 40 por cento do Yahoo valeria cerca de 1,4 bilhão de dólares.

(Por Doug Young, reportagem adicional de Kelvin Soh em Taipei e Michael Wei em Pequim)