Direção da BBC rejeita plano de sites locais de vídeo

sexta-feira, 21 de novembro de 2008 11:05 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O órgão diretor da BBC rejeitou nesta sexta-feira planos da rede de televisão britânica para lançar serviços locais de vídeo, argumentando que eles teriam impacto negativo na mídia comercial e não justificariam os recursos pagos pelos contribuintes.

Os planos da BBC, no valor de 60 milhões de libras (100,9 milhões de dólares), fariam com que os programas noticiosos locais, de esporte e de meteorologia da emissora estatal britânica fossem transmitidos em sites cobrindo 60 áreas da Grã-Bretanha, com cinco serviços sendo oferecidos em galês.

Entretanto, perante forte oposição de editoras de jornais, o órgão diretor da BBC determinou que a proposta não era apropriada e que gerentes deveriam, em vez disso, focar em melhorar os serviços já existentes.

"Está claro pelas evidências que, apesar dos usuários quererem da BBC melhores serviços regionais e locais, é pouco provável que esta proposta alcançasse o que eles querem", disse Michael Lyons, presidente da órgão diretor.

"Nós também reconhecemos o impacto negativo que a proposta de vídeo local poderia ter nos serviços de mídia comercial que já estão sob pressão."

A BBC é uma empresa estatal financiada por uma taxa anual cobrada de proprietários de televisão por toda a Grã-Bretanha.