Até o Google reduz a diversão natalina

segunda-feira, 24 de novembro de 2008 11:43 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O gigante das buscas na Internet Google é conhecido por realizar as mais extravagantes festas do Vale do Silício Valley, ocasionalmente atraindo mais de 10 mil participantes, o que leva alguns de seus funcionários a postar anúncios nos classificados do site Craigslist procurando companhia para os eventos.

Mas até mesmo o Google decidiu reduzir a escala de suas celebrações natalinas neste ano devido à desaceleração na economia mundial e à expansão constante de seu quadro de funcionários, que ultrapassou a marca dos 20 mil em outubro, de acordo com uma pessoa informada sobre a situação.

O Vale do Silício tem pouco motivo para celebração este ano, já que empresas como Hewlett Packard, Yahoo, Sun Microsystems e Applied Materials demitiram mais de 140 mil pessoas nos últimos meses devido à situação econômica desfavorável, de acordo com a consultoria Challenger, Gray and Christmas.

O Google se saiu melhor do que a maioria das empresas de tecnologia, mas os departamentos da empresa realizarão eventos menores este ano, a fim de promover a amizade entre os funcionários e celebrar de maneira mais econômica, segundo a fonte. As atividades coletivas nas festas incluirão passar uma tarde fazendo trabalho voluntário seguida por atividades sociais noturnas como jantares e visitas a museus em San Francisco.

Trata-se de uma diferença notável com relação a anos precedentes, quando as festas de final de ano do Google incluíam o logotipo da empresa esculpido em gelo, estações de videogames de realidade virtual, estandes de karaokê, bufês de sushi e dançarinos exóticos.

No ano passado, 10 mil pessoas celebraram no Shoreline Amphitheater, perto da sede do Google, em Mountain View, Califórnia, segundo os funcionários da empresa --conhecidos como "googlers". Alguns deles usavam a Web para encontrar companhia para o evento.

Mas este ano uma recente busca no Craigslist mostra que só um funcionário do Google estava em busca de companhia.

A empresa se recusou a comentar sobre as mudanças adotadas este ano.

(Por Jennifer Martinez)