Slim pretende continuar a investir na América Latina

segunda-feira, 24 de novembro de 2008 16:24 BRST
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo e dono da gigante de telefonia celular América Móvil (dona da brasileira Claro), disse nesta segunda-feira que vai continuar a investir na América Latina, apesar dos temores de uma recessão global.

"Continuamos a fazer significativos investimentos nos países da América Latina, e a Argentina é um desses países", Slim disse a jornalistas em Buenos Aires.

O magnata mexicano e outros executivos de negócios estão na Argentina acompanhando o presidente daquele país, Felipe Calderon, em uma visita oficial.

Slim disse que a região está bem posicionada para enfrentar um desaquecimento global, que já levou a recessão a nações como Alemanha e está reduzindo as expectativas de crescimento em mercados emergentes.

"Felizmente, isto chega à América Latina em um momento em que os países têm finanças públicas saudáveis e bons níveis de reservas", disse Slim.

As economias da América Latina viveram um boom nos últimos cinco anos diante do crescimetno global sustentado e da robusta demanda por suas exportações de commodities.

A América Móvil de Slim tem operações em 17 países e é a maior operadora de telefonia celular da América Latina.

(Reportagem de Lucas Bergman)