Reino Unido decide que anúncio de iPhone 3G é enganoso

quarta-feira, 26 de novembro de 2008 12:04 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Queixas sobre um anúncio publicitário sobre o iPhone 3G da Apple foram acatadas pela Advertising Standards Agency (ASA) do Reino Unido na quarta-feira. A organização decidiu que a propaganda é enganosa ao alardear a velocidade de operação do aparelho.

O comercial de televisão, que alega que o celular é "realmente rápido", mostra um close do produto sendo usado para a leitura de uma página de notícias na Web, consulta a mapas do Google e download de um arquivo, com tempos de espera de apenas uma fração de segundo.

Mas 17 espectadores se queixaram à ASA, alegando que o comercial era enganoso porque, em sua opinião, exagerava a velocidade de acesso oferecida pelo iPhone 3G.

A tecnologia de telefonia móvel de terceira geração, ou 3G, permite que os usuários usem a Internet de banda larga em seus celulares.

Em resposta às queixas, a Apple britânica afirmou que as afirmações feitas na publicidade eram "relativas, e não absolutas", e comparavam o iPhone 3G com seu predecessor 2G.

O relatório da ASA afirma que, de acordo com a Apple, os aparelhos móveis que utilizam tecnologia 3G operam em velocidade substancialmente mais rápida, e portanto a alegação não era enganosa.

O texto informa igualmente que a Apple afirmou que "o espectador médio compreenderia que um comercial de TV de 30 segundos... tem de ser simplificado para permitir uma ilustração do aparelho".

Mas a ASA decidiu que o comercial não pode voltar a ser veiculado da mesma forma, porque muitos espectadores talvez não estejam cientes quanto às diferenças técnicas entre diferentes tipos de tecnologia.

Ainda que o anúncio inclua um alerta escrito de que "o desempenho de rede varia de local a local", a ASA decidiu que as imagens, acompanhadas pelo uso repetido do termo "realmente rápido", bastavam para levar os espectadores a acreditar que o aparelho funciona à velocidade exibida, ou perto dela.

"Porque compreendemos que não é esse o caso, concluímos que o comercial é provavelmente enganoso", acrescentou a ASA.

O iPhone, que combina um player de vídeo e música a um celular, foi lançado originalmente na metade de 2007. O modelo 3G foi escolhido como eletrônico do ano pelos leitores da revista britânica Stuff, em setembro.