Oi emite R$2 bi para completar compra da Brasil Telecom

quinta-feira, 27 de novembro de 2008 19:08 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Com uma emissão de 2 bilhões de reais em notas promissórias, a Oi informou nesta quinta-feira ter concluído a captação de recursos necessários para a compra da Brasil Telecom.

"Mesmo em um mercado bastante tumultuado, ainda que com um custo mais alto, conseguimos captar 2 bilhões de reais", disse José Luis Salazar, diretor financeiro e de relações com investidores da Oi.

Ele lembra que, no primeiro semestre, quando a Oi já emitiu notas promissórias, o custo foi CDI mais 1,60 por cento ao ano e agora, o custo foi CDI mais 3 por cento.

A emissão foi coordenada pelos bancos Bradesco BBI (coordenador líder), Itaú BBA e Santander. A Oi pretende emitir 80 notas promissórias, em série única, com valor nominal de 25 milhões de reais cada.

Com essa emissão, a Oi terá captado cerca de 10 bilhões de reais para a aquisição da Brasil Telecom, quase 80 por cento dos cerca de 13 bilhões de reais que estima desembolsar no negócio, entre a compra do bloco de controle e as ofertas públicas obrigatória e voluntária dos papéis em circulação.

"Para o restante dos recursos, usa-se o caixa da companhia", afirmou Salazar. A empresa já aplicou em torno de 3 bilhões de reais na compra de ações preferenciais da Brasil Telecom em bolsa.

O acordo entre as duas companhias foi assinado no dia 25 de abril. A Oi se dispôs a pagar 5,86 bilhões de reais pelo controle da companhia, além 315 milhões de reais para encerrar os litígios entre os sócios da Brasil Telecom.

A Oi, entretanto, só pediu a anuência prévia da Anatel na semana passada porque, até então, o Plano Geral de Outorgas (PGO) em vigor impedia o negócio.

Na véspera do pedido de anuência, o presidente da República publicou novo PGO, em que é possível a criação de uma empresa com duas concessões de telefonia.   Continuação...