Com "otimismo cauteloso", Telefônica mantém projetos para 2009

sexta-feira, 28 de novembro de 2008 17:12 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Telefônica decidiu adotar uma postura de "otimismo cauteloso" em relação a 2009, ao descartar redução ou adiamento de investimentos.

Para o vice-presidente de planejamento estratégico da companhia, Maurício Giusti, "o Brasil ainda tem um potencial importante" para crescer em telecomunicações e, por isso, deve sofrer menos com a crise financeira global.

Segundo ele, a empresa "não fez nenhuma revisão de investimentos" e deve manter todos os projetos previstos para o próximo ano.

Ele explicou a jornalistas, durante o Fórum Telequest, nesta sexta-feira, que o orçamento ainda não está fechado, mas o volume a ser investido "deve ficar no mesmo patamar de 2008", de algo como 2 bilhões de reais.

Giusti lembrou que parte dos investimentos da companhia está atrelada ao dólar e que a oscilação cambial--ou a manutenção de alta na moeda norte-americana--pode afetar o volume de recursos necessários.

O projeto de implantar fibra óptica diretamente na casa dos clientes (conhecido pela expressão Fiber To The Home, ou FTTH), é um deles, já que a tecnologia é nova e os equipamentos usados são todos importados.

"Essa tecnologia é nova mesmo mundialmente. Em todo o grupo, o Brasil é o segundo país a adotar, depois somente da Espanha", citou o vice-presidente.

Segundo o executivo, as negociações entre a operadora e os fornecedores de equipamentos estão acontecendo "todos os dias" diante da instabilidade do dólar.

Até o momento, no entanto, disse ele, nenhum cronograma foi alterado.   Continuação...