Samsung e LG cortam metas de venda de celulares em 2009--jornal

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008 07:58 BRST
 

SEUL, 1o de dezembro (Reuters) - As fabricantes de celulares sul-coreanas Samsung Electronics e LG Electronics cortaram metas de vendas de 2009 diante da crise econômica global, publicou o jornal Maeil Business nesta segunda-feira, citando fontes do mercado financeiro.

A Samsung, segunda maior fabricante de celulares do mundo atrás da Nokia, cortou a meta de vendas do próximo ano em cerca de 8 por cento para 222,8 milhões de unidades ante estimativa anterior de 242 milhões, de acordo com o jornal.

Já a meta de vendas de 2009 da LG está agora em 105,6 milhões de unidades ante previsão inicial de 119 milhões, redução de cerca de 12 por cento, segundo o periódico que acrescentou que a companhia espera vender 100,1 milhões de aparelhos este ano.

Oficialmente, a Samsung, que na semana passada afirmou que o mercado mundial de celulares pode ter crescimento de um dígito ou mesmo recuar em 2009, informou que ainda não definiu meta de vendas do próximo ano.

O mesmo ocorreu com a LG. Um porta-voz da empresa afirmou que a companhia ainda precisa divulgar suas metas do ano que vem.

A empresa de pesquisa de mercado Gartner informou na semana passada que as vendas de celulares devem cair até 4 por cento em 2009.

No trimestre de julho a setembro, a Samsung tinha uma participação de mercado global de celulares de 17,1 por cento e a LG apareceu em terceiro, com 7,8 por cento de participação.

(Por Rhee So-eui)