Telecom Italia decide vender ativos e reduzir postos de trabalho

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008 06:57 BRST
 

ROMA (Reuters) - A Telecom Italia, a quinta maior empresa de telecomunicação da Europa, irá se desfazer de ativos que não sejam considerados fundamentais e que somam até 3,82 bilhões de dólares. Além disso, a empresa cortará 5 por cento de sua força de trabalho na tentativa de reduzir empréstimos e diminuir custos diante do enfraquecimento da economia.

Mas a empresa confirmou seu objetivo de fortalecer sua presença no Brasil como parte de seu plano de negócios de 2009-2011 anunciado na quarta-feira, apesar das notícias recentes de que a companhia poderia considerar separar ou vender sua unidade no país, a TIM Participações.

A estratégia foca de maneira pesada na redução de custos e diminuição de suas dívidas que somam 37 bilhões de euros e depende, basicamente, de crescimento na Itália e no Brasil. A TIM tem sido a unidade de maior crescimento do grupo nos últimos anos.

A empresa também disse que irá expandir seus negócios na Argentina, por meio do exercício de uma opção de compra para aumentar sua participação na Sofora, a companhia que controla a Telecom Argentina. Ativos não-fundamentais que somam cerca de 3 bilhões de euros sofrerão desinvestimentos.

(Reportagem de Deepa Babington)