Analista do Gartner prevê que 2009 seja o pior em 7 anos em PCs

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008 19:19 BRST
 

Por Jim Finkle

BOSTON (Reuters) - As duas principais empresas de pesquisa na área de tecnologia divulgaram previsões de queda nas vendas de PCs em 2009, diante do enfraquecimento da economia e do aperto de crédito.

Mais cedo nesta quarta-feira, a consultoria IDC informou esperar que a receita com venda de PCs caia 5,3 por cento no próximo ano, para 267 bilhões de dólares. Anteriormente, a empresa previa alta de 4,5 por cento nesse faturamento.

O analista do Gartner, George Shiffler, disse estimar que 2009 seja o pior para essa indústria nos últimos sete anos, com queda acentuada nas vendas de microcomputadores de mais alto preço.

O Gartner também se prepara para revisar para baixo sua estimativa de vendas para o próximo ano.

"Iremos assistir a uma série de disputa de preços na medida em que o mercado se deteriore", disse o analista em uma entrevista.

"Achamos que os fabricantes vão migrar seus portfólios para produtos de mais baixo preço ou reduzir os preços dos equipamentos. A receita com vendas irá sofrer".

Essa situação poderá afetar as líderes desse mercado Hewlett-Packard (HP), Dell, Lenovo, Acer e Apple, além da Microsoft, cujo sistema operacional Windows roda em mais de 90 por cento dos PCs de todo o mundo.

Shiffler, principal analista do Gartner, informou que a companhia deve divulgar uma projeção de que os gastos com PCs caiam 6,5 por cento, para algo como 230 bilhões de dólares, no próximo ano.

A nova projeção do Gartner deve ser de que as vendas cresçam 5 por cento em unidades, para 312 milhões de microcomputadores de mesa e portáteis (notebooks) no próximo ano, disse Shiffler.

Caso a economia continue a se deteriorar, os gastos globais com PCs poderão cair 10 por cento ou mais e as vendas em unidades poderão cair pela primeira vez desde 2001, ressaltou ele.