Fraqueza no mercado de notebooks deve prejudicar setor de chips

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008 09:24 BRST
 

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - O segmento de laptops está mostrando sérios sinais de enfraquecimento, com a desaceleração da economia mundial, e os efeitos adversos serão sentidos pelas fabricantes de chips, dizem analistas.

Os fabricantes, distribuidores e fornecedores de componentes para laptops nos Estados Unidos e na Ásia estão reportando demanda fraca e cancelamento de pedidos. Enquanto isso, disseram analistas, o impacto financeiro continuado leva as pessoas que estão comprando a optar pelos laptops de preço mais baixo e pelos netbooks, e isso deve claramente afetar as margens dos fabricantes de chips.

"A desaceleração econômica está claramente se expandindo ao segmento de laptops e seus efeitos se fazem sentir de duas maneiras", disse JoAnne Feeney, analista sênior de chips na FTN Midwest Securities. "Uma é a redução no volume de embarques, mas a segunda também envolve uma mudança no mix, com peso maior para as unidades de preço mais baixo. E isso vai influenciar todo o mundo dos semicondutores."

As vendas de laptops se tornaram mais importantes para a saúde das fabricantes de chips porque esse tipo de computador responde por proporção cada vez maior das máquinas vendidas a cada ano.

Feeney agora antecipa que os embarques de semicondutores para notebooks caiam em cinco a 10 por cento no quarto trimestre ante o período anterior, comparados a uma previsão anterior de alta de 10 a 15 por cento.

Ela prevê que a Intel, a maior fabricante mundial de chips, reduza seus preços a fim de concorrer com a AMD, à medida que a demanda passa a privilegiar os notebooks de custo mais baixo.

Tristan Gerra, analista sênior na Robert W. Baird, reduziu sua projeção de lucros para a Intel em 2008, a 1,08 dólar por ação, ante 1,10 dólar, e para 2009 prevê agora lucro de 56 centavos de dólar por ação, ante 85 centavos de dólar anteriormente, apontando para a fraqueza no mercado de laptops. A estimativa média dos analistas para 2008 é de 1,11 dólar, e de 86 centavos de dólar para 2009, de acordo com a Reuters Estimates.