Indústria elétrica e eletrônica projeta receita 7% maior em 2009

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008 11:42 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A indústria elétrica e eletrônica, que em 2008 teve um faturamento bruto 11 por cento maior que no ano passado, espera crescer 7 por cento em vendas no ano de 2009, apostando em um crescimento da economia brasileira de 3 por cento.

As projeções foram informadas nesta quinta-feira pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) à imprensa.

Segundo os dados da Abinee, a indústria fechou 2008 com um faturamento de 123,71 bilhões de reais, dentro da projeção feita anteriormente pela entidade de um crescimento de 11 por cento sobre 2007.

Para 2009, a Abinee estima que o faturamento alcance 132,81 bilhões de reais. Em dólares, entretanto, tomando por base uma cotação de 2 reais, o setor teria uma redução de 12 por cento em sua receita bruta no próximo ano.

A Abinee acredita que em 2009 permaneçam os investimentos na área de geração, transmissão e distribuição de energia, assim como na produção de petróleo, que deve movimentar o setor de equipamentos.

A tecnologia 3G de celular, cujas primeiras redes são do final de 2007, deverá manter a demanda por investimentos em infra-estrutura na medida em que se espalhe pelo país, afirmou a Abinee.

A área de telecomunicações foi a que apresentou maior elevação da receita em 2008, com crescimento de 21 por cento sobre 2007. Com receita de 21,13 bilhões de reais, o setor responde pela segunda maior fatia dentro dos segmentos reunidos pela Abinee, perdendo apenas para o de Informática, cuja receita foi de 34,89 bilhões de reais.

(Por Taís Fuoco)