Apple pode estar bloqueando concorrentes do iTunes--críticos

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008 12:27 BRST
 

Por David Lawsky

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Apple pode estar agindo de maneira desleal para bloquear produtores de software concorrentes que desejam vender música para seu iPhone, de acordo com alguns rivais e um grupo de defesa dos direitos de usuários de tecnologia.

A loja iTunes responde por 80 por cento das canções vendidas via Internet nos Estados Unidos, e vem ganhando ainda mais importância com a queda nas vendas dos CDs. No mês passado, um novo marco foi estabelecido quando a Atlantic Records anunciou que as vendas digitais haviam superado as de CDs.

Todo mundo concorda em que a Apple conquistou seu domínio nos mercados de download e players de música devido à qualidade de seus produtos e de seu marketing, o que torna sua posição completamente legal. A empresa não detém um monopólio no setor porque existem produtos rivais de hardware como o Zune, da Microsoft.

Mesmo assim, concorrentes e um grupo de defesa dos usuários de tecnologia expressaram preocupação quanto à agressividade excessiva da Apple.

A empresa se recusou a comentar, mas um de seus advogados escreveu a um concorrente alegando que a companhia está defendendo seus direitos nos termos das leis de direitos autorais.

O negócio de música da Apple opera em três partes. Primeiro vem o software, um iPod ou iPhone. Segundo, o software iTunes nos computadores administra a música baixada para o hardware. Por fim, a loja iTunes vende música. O processo todo é fácil, mas importar música de concorrentes é mais difícil, dizem os críticos.

No entanto, Susan Kevorkian, da IDC, vem reportando competição mais intensa, e afirma que a Amazon.com registrou tremenda alta no uso de seu serviço de downloads de música em apenas 10 meses, e que a Wal-Mart Stores também conquistou mais mercado.

Existem alguns pequenos rivais para a iTunes da Apple, entre os quais WinAmp, gtkpod -para o sistema operacional alternativo Linux- e Songbird;

"Nós adoramos os produtos Apple", diz Rob Lord, presidente-executivo da Songbird.

Sua empresa produz software que funciona no iPod ou qualquer outro player de música.