Vendas de celulares no Japão tombam 58% em outubro

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 10:35 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - As vendas de celulares no Japão caíram 58 por cento em outubro, para o menor nível mensal já registrado, afirmou um grupo da indústria. Preços maiores e enfraquecimento da economia deprimiram a demanda por novos aparelhos.

Os números ressaltam o nível de crise do mercado celular japonês depois da introdução pela indústria de um novo modelo de negócios em que as operadoras cobram mais por celulares em troca de tarifas menores.

A demanda lenta fez a Nokia encerrar as vendas da maioria de seus aparelhos no Japão e aumenta expectativas de que a muitos fabricantes de celulares do país precisarão unir forças ou deixar o mercado.

As fabricantes venderam 1,08 milhão de celulares em outubro, informou a associação das Indústrias de Tecnologia da Informação, queda de 58 por cento em relação ao registrado no mesmo período do ano passado e menor nível desde que o grupo começou a fazer a medição em abril de 2003.

Sharp e Panasonic são as duas principais fabricantes de celulares do Japão.

(Por Sachi Izumi)