Sony precisa de mais reestruturação, dizem analistas

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 11:18 BRST
 

Por Sachi Izumi

TÓQUIO (Reuters) - O plano da Sony para reduzir em 1,1 bilhão de dólares as despesas de sua divisão de eletrônicos não é suficiente e a empresa precisará de reestruturação adicional, disseram analistas.

A fabricante dos televisores de tela plana Bravia e dos consoles de videogame PlayStation 3 anunciou na terça-feira que demitirá 16 mil funcionários, reduzirá investimentos e encerrará atividades em certos setores, a fim de reduzir custos anuais em 1,1 bilhão de dólares enquanto a recessão mundial se espalha e devasta a demanda por produtos eletrônicos.

Mas os analistas consideram que medidas adicionais são necessárias para o vasto império da Sony, que abarca de semicondutores a filmes e seguros, ficou para trás do iPod da Apple no terreno da música portátil e está no vermelho em se tratando de televisores de tela plana.

"Minha impressão era a de que a Sony precisaria adotar mais medidas de reestruturação e o anúncio de ontem foi a exigência mínima", disse Yasuo Nakane, analista da Deutsche Securities. "O plano continua nebuloso em seus detalhes."

As ações da Sony caíram em mais de três por cento quando o pregão foi aberto depois do anúncio de reestruturação, mas se recuperaram quando um acordo provisório sobre o resgate do governo dos Estados Unidos às montadoras de automóveis do país estimulou as bolsas asiáticas.

Mas a alta nas ações da Sony ficou atrás dos quatro por cento de avanço da rival Sharp e do avanço de 3,2 por cento do índice médio índice Nikkei, o padrão da bolsa de Tóquio.

As ações da Sony registraram queda de quase 70 por cento este ano, bem acima dos 43 por cento de queda do Nikkei, e isso forçou a empresa a procurar fundos para honrar o pagamento de títulos de dívida conversíveis que vencem este mês.

A Sony planeja levantar mais de 50 bilhões de ienes (541 milhões de dólares) em títulos, disse um representante do grupo que pediu para não ser nomeado, porque suas ações caíram muito abaixo do preço de conversão.