China caminha para liderar mundo em patentes, diz relatório

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 14:55 BRST
 

Por Maggie Fox

WASHINGTON (Reuters) - A China acelerou muito seus pedidos de novas patentes e ultrapassará o Japão, o atual líder mundial em número de novas patentes, por volta de 2012, de acordo com relatório divulgado na quarta-feira pela Thomson Reuters Scientific.

O relatório constatou que a China está se afastando da agricultura e da manufatura tradicionais e se concentrando mais na inovação, em áreas como a engenharia química.

"A China deve dominar o cenário no que tange a patentes, em 2012... e se tornar a maior inovadora do mundo", afirmou Bob Stembridge, porta-voz da Thomson Scientific, uma das divisões de pesquisa do grupo Thomson Reuters.

"As invenções vêm crescendo na China em ritmo mais rápido do que em qualquer outra parte do mundo. Esse processo vem sendo propelido por incentivos governamentais", disse Stembridge em entrevista por telefone.

Os incentivos incluem bonificações equivalentes a um ano de salário concedidas a inventores que recebam novas patentes, disse Eve Zhou, a consultora que escreveu o relatório.

"Na China, 16 por cento das patentes provêm do mundo acadêmico", disse Zhou. Isso se compara a quatro por cento nos Estados Unidos e um por cento no Japão.

"A tendência existe porque o governo chinês exerce forte direção quanto às áreas técnicas que devem ser pesquisadas", acrescentou.

A Thomson Scientific analisou as cinco principais autoridades mundiais de patentes --Japão, EUA, o Serviço Europeu de Patentes, Coréia do Sul e China.   Continuação...