11 de Dezembro de 2008 / às 12:43 / 9 anos atrás

Lenovo discute aquisição; Acer mostra otimismo sobre 4o tri

Por Michael Flaherty e Kevin Soh

HONG KONG/TAIPÉ (Reuters) - O Lenovo Group, quarto maior fabricante mundial de computadores, confirmou na quinta-feira que está em negociação preliminar sobre um possível investimento ou aquisição, um dia depois que suas ações dispararam com rumores sobre uma possível transação.

Como seus rivais mundiais, a Lenovo vem enfrentando queda de demanda devido à desaceleração da economia mundial e à redução dos gastos em tecnologia pelos consumidores e empresas.

Mas a Acer, terceira maior fabricante mundial de computadores, expressou otimismo raro no setor e afirmou que seu lucro no quarto trimestre poderia exceder as expectativas iniciais devido aos controles severos de custos.

A Lenovo tem grandes reservas de caixa e se declarou aberta a aquisições, como parte da consolidação que é esperada no setor de computadores, mas não revelou com quem está conversando, informando apenas que não existem negociações formais por enquanto.

Notícias publicadas no Brasil afirmam que a Lenovo e a rival de maior porte Dell estão interessadas na Positivo Informática, a maior fabricante de computadores do país.

A divisão Fujitsu-Siemens de computadores do grupo Fujitsu também é outro possível alvo.

“Os diretores confirmam que a empresa realizou certas discussões preliminares com partes terceiras independentes sobre possíveis oportunidades de investimento e aquisições”, afirmou o presidente do conselho do Lenovo, Yang Yuanqing, em comunicado.

As ações do Lenovo subiram 27 por cento na quarta-feira devido às especulações sobre um acordo, mas caíram em 0,5 por cento na quinta-feira.

Antes que surgissem os rumores sobre um possível acordo, as ações da Positivo haviam caído 87 por cento este ano, e as da Lenovo 75 por cento.

De acordo com a Daiwa Securities, a fatia de mercado mundial combinada do Lenovo e da Positivo seria de 7,9 por cento, o que não bastaria para ajudar o Lenovo a reduzir significativamente sua desvantagem diante da Acer.

A Lenovo poderia financiar a aquisição da Positivo sozinha, evitando os problemáticos mercados de crédito globais, já que tem cerca de 2 bilhões de dólares em caixa ante o valor atual de mercado da companhia brasileira de cerca de 215 milhões de dólares, segundo nota de pesquisa da Daiwa.

Segundo o JP Morgan, a Lenovo tem buscado uma aquisição há algum tempo para conseguir cumprir sua meta de crescimento.

“Então, se o preço for correto, a Lenovo pode ter interesse em pagar um pequeno prêmio por uma aquisição”, afirmou o analista do JP Morgan Charles Guo. Ele acrescentou que, de acordo com o critério da Lenovo, qualquer companhia alvo deve estar posicionada entre nomes regionais e ter vendas de mais de 2 milhões de PCs.

Nos primeiros nove meses do ano, a Positivo vendeu 1,2 milhão de PCs, contra 941 mil unidades no mesmo período de 2007. Em todo o ano passado, a empresa registrou vendas de 1,39 milhão de computadores.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below