Chinesa BOE Tech pode investir US$4,4 bi em produção de LCD

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008 15:30 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - O grupo chinês BOE Technology poderá investir até 30 bilhões de iuans (cerca de 4,4 bilhões de dólares) para montar uma linha de produção de oitava geração de telas de cristal líquido (LCD). O investimento ocorrerá enquanto competidores regionais estão reduzindo produção.

Os planos de investimento, detalhados pela companhia à bolsa de valores de Shenzhen, chegam em meio a um declínio econômico global que atinge a demanda por computadores e televisores que usam telas de cristal líquido.

A empresa de pesquisa de mercado ICD reduziu recentemente previsão de vendas de televisores LCD este ano em 4 por cento, para 95 milhões de unidades, apesar de esperar que preços mais baixos gerem nova demanda no próximo ano.

Os investimentos da companhia incluirão 12 bilhões de iuans provenientes do governo de Pequim, informou o jornal Nanfang Daily nesta sexta-feira, sem citar fonte.

Um documento da empresa enviado à bolsa de valores de Shenzhen não informou fonte para dos investimentos. A porta-voz da companhia, Wei Jing, disse à Reuters que não podia confirmar a informação sobre o investimento do governo.

A empresa, que está entre as principais produtoras de LCD da China, informou que vai levantar cerca de 12 bilhões de iuans com venda de ações. Os recursos serão usados em um projeto de 17,5 bilhões de dólares de construção de uma fábrica de LCD.

A nova linha de produção será localizada na área de desenvolvimento econômico de Yizhuang, em Pequim, e a companhia espera começar a operá-la em setembro.

Nesta sexta-feira, a japonesa Sharp informou que esta reduzindo linhas de produção de LCD por causa da fraqueza da economia global.