15 de Dezembro de 2008 / às 18:36 / em 9 anos

Laureada com o Nobel insta Irã a libertar "Blogfather"

LONDRES (Reuters) - Shirin Ebadi, a iraniana laureada com o Nobel da Paz, pediu nesta segunda-feira pela libertação de um pioneiro dos blogs do Irã, que aparentemente está detido sob suspeita de espionar para Israel.

Hossein Derakhshan, conhecido como “the Blogfather”, é conhecido como o pioneiro da revolução dos blogs no Irã, por meio de suas diários, publicados em inglês e em farsi, que no passado fizeram críticas ao governo de Teerã.

Reportagens na imprensa canadense mencionaram um amigo de Derakhshan, canadense de origem iraniana, segundo o qual o blogueiro teria sido detido em 1 de novembro em uma visita ao Irã. Outras informações afirmam que ele foi detido sob acusação de espionar para Israel.

Ebadi, uma defensora dos direitos humanos no Irã, que recebeu o Nobel da Paz em 2003, disse que havia visto reportagens na mídia sobre a detenção de Derakhshan.

“Tudo que posso dizer é que espero muito que ele seja libertado em breve, porque a prisão não é lugar para jornalistas e blogueiros”, disse Ebadi, em uma entrevista coletiva em Londres.

Funcionários da Justiça iraniana, questionados a respeito do caso, disseram não ter informações.

Derakhshan, 33, era jornalista em Teerã antes de se mudar para Toronto em 2000. Ele ganhou fama ao publicar instruções sobre como manter um blog em farsi, o que gerou uma explosão de blogs no idioma iraniano.

Derakhshan fez diversas críticas ao governo de Teerã no passado, mas recentemente vinha expressando mais simpatia pelas autoridades de seu país de origem.

O blog de Derakhshan, "Editor:Myself" (www.hoder.com/weblog/), que ele mantém desde 2002, não é atualizado desde outubro.

Derakhshan visitou Israel em 2006. Pouco antes de voar a Tel Aviv, escreveu em seu blog que “isso pode significar que não serei autorizado a voltar ao Irã por muito tempo, porque o Irã não reconhece Israel, não mantém relações diplomáticas com o país e aparentemente considera que viajar para lá é ilegal”.

“Pena, mas não ligo. Por sorte sou cidadão do Canadá e posso visitar para o país que quiser”, ele acrescentou.

Reporting by Adrian Croft

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below