Facebook remove página de grupo favorável a massacre na Bósnia

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008 16:48 BRST
 

SARAJEVO (Reuters) - O site de relacionamentos Facebook fechou a página de um grupo sérvio que elogiou o massacre de 8 mil muçulmanos em Srebrenica, ocorrido em 1995, após protestos online de cerca de 14 mil pessoas na Bósnia, na Sérvia e na Croácia.

O grupo "Noz Zica Srebrenica", escrevendo em alfabeto cirílico sérvio, elogiava a detenção e o assassinato de cerca de 8 mil meninos e homens muçulmanos em Srebrenica, em 1995, pelas forças sérvias bósnias, comandadas pelo general fugitivo Ratlko Mladic.

"Para todos aqueles que respeitam as ações de Ratko Mladic", dizia o grupo nacionalista de mil integrantes. "Para todos aqueles que acham que os muçulmanos ficam melhores no espeto e enquanto nadam em ácido sulfúrico."

Um grupo rival multi-étnico, criado na última segunda-feira na província sérvia de Sandzak, dominada por muçulmanos, sob o nome "Close Group Noz Zica Srebrenica", reclamou ao Facebook sobre a página e cresceu, em uma semana, para aproximadamente 30 mil integrantes.

Em resposta a uma entrevista da Reuters, um porta-voz da Facebook disse que, embora a polêmica sozinha não seja uma razão para parar conversações online, "quando o conteúdo viola nossos termos de uso, não hesitamos em removê-lo".