Google: plano não ameaça neutralidade da rede

terça-feira, 16 de dezembro de 2008 10:04 BRST
 

Por Kim Dixon

WASHINGTON (Reuters) - O Google anunciou que está comprometido com os princípios de acesso igual à Web, depois que uma reportagem informou que a empresa havia procurado provedores de acesso à Internet com uma proposta de criação de uma "via expressa" para o seu conteúdo.

Richard Whitt, o diretor jurídico de telecomunicações e mídia do Google em Washington, escreveu em um blog da empresa que a líder nos serviços de busca ofereceu a colocação de servidores próprios nas instalações de provedores de acesso à Internet, o que deixaria seus dados mais perto dos dados dos consumidores e portanto facilitaria o acesso.

Whitt disse que as ofertas não violam a chamada neutralidade da rede -o princípio de que as operadoras de telefonia e provedores de acesso à Internet deveriam tratar todo o tráfego que conduzem de maneira igual.

O Google respondeu a uma reportagem publicada pelo Wall Street Journal na segunda-feira, de acordo com a qual suas práticas colocam em risco a posição da empresa quanto à neutralidade da rede.

A empresa afirmou que os provedores seriam capazes de acelerar a velocidade de acesso por meio da co-localização e do cache, duas técnicas que facilitam o tráfego de dados, desde que o fizessem sem discriminação.

"No entanto, elas não deveriam poder utilizar seu controle unilateral sobre as conexões em banda larga dos usuários para prejudicar a liberdade de escolha, a competição e a inovação," disse o executivo.

O debate sobre a neutralidade da rede vem opondo provedores de acesso como a AT&T a empresas como Google e Microsoft.

Os provedores dizem que precisam de flexibilidade para administrar seu tráfego sempre crescente, sem interferência do governo, enquanto as empresas de conteúdo se preocupam com a possibilidade de que eles adquiram o poder de bloquear ou desacelerar o tráfego.

Muitos acreditam que a neutralidade da rede ganhará força sob o presidente eleito Barack Obama, que defende esse princípio.