Artigos portáteis levam à formação de "nuvem" virtual

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008 15:47 BRST
 

Por Jim Finkle

BOSTON (Reuters) - Há chances de que o telefone celular no seu bolso, o leve laptop em sua mochila ou o sistema de navegação em seu carro estejam abaixo de uma mesma nuvem.

Isso significa que muitos de nossos dados vitais não estão somente em casa, no escritório ou na carteira, mas podem ser facilmente acessados ao se conectar na gigantesca "nuvem" de memória da Internet a partir de acessórios portáteis.

"Há muita euforia quanto a isso. Todos querem estar conectados a tudo em todos os lugares", disse Laura DiDio, analista da Information Technology Intelligence.

Uma nuvem computacional para serviços móveis está se formando a partir da expansão de redes sem fio de alta velocidade por todo o mundo.

"Você está em seu carro dirigindo em destino a algum lugar. Além de querer informações sobre o seu caminho, você também quer notícias sobre o clima. Você quer saber quais são os melhores hotéis na região, onde ficam os restaurantes", disse DiDio.

Este tipo de informação está disponível em carros --e na maioria dos outros lugares-- por meio de telefones celulares, laptops ligados a redes sem fio e até mesmo a sofisticados sistemas de navegação.

Essa nuvem existe desde meados de 1990, quando pioneiros da Web, como Hotmail, Yahoo e Amazon.com começaram a permitir que usuários gerenciassem comunicações, consultas e compras pela Internet.

A ampliação aconteceu após companhias como o Google terem passado a oferecer programas gratuitos similares aos Microsoft Word e PowerPoint, que podem ser acessados ao se usar um PC comum ligado à Internet, um computador portátil que permite conexão sem fio, ou até mesmo a partir de um telefone, como o iPhone, da Apple.   Continuação...