Venda de chips cai quase 10% em novembro

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009 13:19 BRST
 

BANGALORE (Reuters) - As vendas globais de semicondutores caíram quase 10 por cento em novembro, enquanto o desaquecimento da economia afetava o segmento de chips, segundo informações de uma associação da indústria nesta sexta-feira.

As vendas de chips atingiram 20,8 bilhões de dólares em todo o mundo no mês de novembro, ante os 23,1 bilhões de dólares um ano antes, segundo dados da Semiconductor Industry Association (SIA). No acumulado dos 11 meses de 2008, as vendas totais cresceram 0,2 por cento, para 232,7 bilhões de dólares.

As vendas de novembro também foram 7,2 por cento menores que as de outubro de 2008, que atingiram 22,4 bilhões de dólares.

"A crise econômica mundial está provocando um impacto na demanda por semicondutores, mas em menor grau que em outros setores majoritários. Estimamos que essa indústria se mantenha como a segunda maior exportadora nos Estados Unidos em 2008", disse o presidente da SIA, George Scalise, em um comunicado.

Ele afirmou que o segmento de chips de memória, que esteve sob pressão ao longo do ano, tem assistido a uma queda significativa em suas vendas, enquanto muitos outros setores estão com os níveis de venda acima dos de 2007.

As vendas dos 11 meses nas Américas caíram 19,5 por cento sobre 2007, enquanto na Europa a queda foi de 13,9 por cento. A região Ásia/Pacífico, no entanto, assistiu ao menor declínio, de 6,2 por cento, em sua receita com a venda de chips.

A SIA representa fabricantes de chips de computadores, celulares e outros dispositivos eletrônicos. Entre seus membros estão Intel, Texas Instruments e AMD.

(Reportagem de Purwa Naveen Raman)