5 de Janeiro de 2009 / às 12:09 / 9 anos atrás

Freescale mira em chips para netbooks de menos de US$200

Por Gabriel Medway

SAN FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - A Freescale Semiconductor está ingressando no segmento de mais rápido crescimento do mercado de computadores pessoais, e anunciou nesta segunda-feira um chip para netbooks com preço abaixo de 200 dólares.

A decisão é o mais recente sinal de que os consumidores podem esperar ver netbooks ainda mais baratos no futuro próximo. Ainda que os preços possam variar amplamente, os mais populares modelos desses laptops pequenos e baratos hoje custam entre 300 e 400 dólares.

“O objetivo a que eles (a Freescale) visam é definitivamente o caminho que os netbooks estão tomando”, disse Phil Solis, da ABI Research.

O novo chip de base ARM da Freescale integra a linha i.MX, projetada para diversos aparelhos móveis. A empresa anunciou que o chip permitirá que um netbook com tela de 8,9 polegadas opere durante oito horas com uma carga de bateria. O projeto de referência da Freescale opera com o sistema operacional Ubuntu, baseado no Linux.

A empresa não revelou o preço do chip, que será seu destaque na Consumer Electronics Show, que acontece esta semana em Las Vegas.

Os netbooks tomaram de assalto o mundo dos computadores pessoais. O grupo de pesquisa DisplaySearch estima os embarques de netbooks em 14 milhões de unidades em 2008, ante menos de um milhão em 2007.

No momento, o processador Atom, da Intel, domina o mercado de netbooks, ainda que a concorrência deva se intensificar. A Advanced Micro Devices em breve revelará um chip para aparelhos ultraportáteis, na CES.

O sucesso dos netbooks despertou temores de que essa nova categoria de produtos roube público dos demais segmentos de computadores e resulte em compressão nas margens de lucros dos fabricantes.

Henri Richard, vice-presidente de vendas e marketing da Freescale, disse que o ritmo acelerado de crescimento do mercado de netbooks torna impossível ignorá-lo e que os temores são exagerados. Qualquer empresa que se recuse a trabalhar nesse segmento “estará cometendo um imenso erro”, afirmou o executivo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below