ANÁLISE-Cisco enfrenta desafios para expandir consumidores

terça-feira, 6 de janeiro de 2009 17:15 BRST
 

Por Ritsuko Ando

NOVA YORK (Reuters) - A Cisco Systems vai tentar ingressar no mercado de entretenimento ao consumidor final neste ano, onde irá enfrentar grandes marcas como Apple, na medida em que lida com um recuo nas vendas de roteadores e outros equipamentos de conectividade.

Analistas, entretanto, afirmam que a forte concorrência do mercado de consumidor final será um difícil desafio para a Cisco, empresa de tecnologia mais acostumada a vender equipamentos de rede para operadoras de telefonia e grandes corporações.

Com crescimento mais lento na venda de roteadores e switches, seus principais produtos, a companhia está determinada a buscar novas áreas de crescimento, mesmo que isso signifique lutar com nomes mais conhecidos do segmento doméstico, como Apple e Microsoft.

No evento anual Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas nesta semana, a Cisco vai apresentar um sistema doméstico de áudio sem fio que se conecta a um serviço de mídia online, assim como um software batizado de Eos que ajuda empresas de mídia a administrar sites de redes sociais.

O sistema de som, que pode ser ligado em várias salas da casa ao mesmo tempo, "é no fundo um novo patamar de competição", segundo Michael Wolf, diretor de pesquisas da ABI Research.

"Eu não acredito que eles necessariamente serão capazes de competir nesse nível...com Sony ou Panasonic", disse ele, mas acrescentou que a Cisco pode buscar crescimento no mercado doméstico de várias maneiras, por exemplo licenciando sua tecnologia a fabricantes de eletrônicos.

Para se tornar um competidor significativo no mercado voltado ao consumidor final, a Cisco terá de aprender mais sobre os comportamentos de cada usuário, lidar com constantes mudanças de preferências e menores margens, além de criar uma imagem para sua marca e construir uma nova estratégia de vendas, dizem os analistas.

A Cisco tem expandido sua presença para o mercado de eletrônicos de consumo nos últimos anos com aquisições como a da Linksys, que faz roteadores sem fio para residências e pequenas empresas, e da Scientific Atlanta, que produz decodificadores para TV a cabo.

Ainda que as aquisições tenham elevado sua receita, elas tiveram, no entanto, limitado sucesso em tornar a Cisco uma marca conhecida entre os consumidores.

Os decodificadores da Scientif Atlanta, por exemplo, são vendidos principalmente através de operadoras de TV a cabo, com pouca influência do consumidor em sua compra.