Nortel faz pedido de proteção contra falência, ações desabam

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009 12:25 BRST
 

Por Wojtek Dabrowski

TORONTO (Reuters) - A Nortel Networks, maior fabricante de equipamentos para telecomunicações da América do Norte, entrou com pedido de recuperação judicial nesta quarta-feira, num momento em que a crise econômica global atinge seus negócios.

O registro do pedido aconteceu um dia antes de a companhia canadense ter de fazer um pagamento de juros de cerca de 107 milhões de dólares.

A empresa informou que afiliadas na Ásia, Caribe e América Latina não estão incluídas no processo de reestruturação.

A Nortel e uma série de outras afiliadas pediram proteção contra falência nos Estados Unidos, de acordo com documentos judiciais.

As ações da empresa desabavam mais de 76 por cento no pregão eletrônico de pré-abertura.

"Baseado neste registro, o conselho de diretores precisa crer que não somente o quarto trimestre foi ruim como também o primeiro trimestre será tão ruim ou pior", disse Duncan Stewart, analista da DSAM Consulting, em Toronto.

"Apesar deles terem caixa no curto prazo, mesmo o cenário de médio prazo não é suficiente para tornar a companhia viável."

Entre os principais credores da Nortel estão o Bank of New York Mellon, que concedeu créditos de quase 4 bilhões de dólares à empresa.

Em meados de 2000, no auge do sucesso da companhia, as ações da empresa chegaram a ser cotadas a mais de 1.100 dólares canadenses cada. Atualmente elas estão na casa dos centavos.