Mercado de música online cresce 25%, mas pirataria segue forte

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 12:58 BRST
 

ROMA (Reuters) - O mercado de música digital continua a crescer rapidamente, mas os downloads ilegais contituíram em 2008 95 por cento das canções baixadas pela rede, apesar do esforço do setor fonográfico de unir-se ao mundo da Internet e oferecer novos serviços aos consumidores.

Em 2008, segundo relatório da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, no original), as vendas globais de música digital cresceram 25 por cento, para 3,7 bilhões de dólares.

A nova plataforma responde hoje por 20 por cento de todo o mercado discográfico --um crescimento de 15 por cento em relação a 2007, com o registro as empresas que adotaram novos modelos de negócios por fechar acordos com os parceiros no domínio dos conteúdos digitais.

Cresceu algo como 25 por cento o download de uma única canção (para 1,4 bilhão de arquivos em 2008) e 36 por cento a aquisição online de álbum digitais. "Lollipop", de Lil Wayne, foi a música mais baixada, com 9,1 milhões de downloads.

Apesar do crescente avanço do setor digital, a indústria fonográfica continua a se debater com o fenômeno da pirataria. Foram mais de 40 bilhões de arquivos de música baixados ilegalmente, a despeito das parcerias entre gravadoras e provedores para tentar elevar a cultura da legalidade na rede.

"A indústria fonográfica está mudando, foram adotados novos modelos de negócios para tentar responder às exigências de um mercado em contínua evolução", disse em uma nota John Kennedy, presidente do IFPI.