Dezembro surpreende e registra alta na base de internautas

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 13:36 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O número de internautas que acessaram a Web a partir de casa surpreendeu em dezembro ao mostrar crescimento sobre novembro, afirmou nesta sexta-feira a empresa de medição Ibope//NetRatings. Apesar disso, o tempo médio de navegação caiu e o Brasil foi superado pela França no primeiro lugar nesse conceito.

Segundo a companhia, a base de internautas residenciais ativos, que acessa a Internet pelo menos uma vez no mês, teve alta ligeira de 0,5 por cento sobre novembro para 24,5 milhões. Na comparação com dezembro de 2007, houve expansão de 14,7 por cento.

"O crescimento do número de usuários ativos em dezembro surpreendeu positivamente, já que historicamente neste mês é comum haver diminuição em relação a novembro", disse o analista de mídia do Ibope//NetRatings, José Calazans, em comunicado.

A companhia apurou que o total de pessoas que moram em residências em que há computador com Internet no Brasil foi de 38,2 milhões no quarto trimestre.

Já considerando o acesso em outros locais além de residências (trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros), o número de pessoas de 16 anos ou mais com acesso somou 43,1 milhões no terceiro trimestre do ano passado.

Nos últimos meses, o aumento da quantidade de usuários ativos em residências vem ocorrendo principalmente entre pessoas adultas. Entre dezembro de 2007 e dezembro de 2008, o público com até 24 anos cresceu 7,5 por cento, enquanto entre adultos com 25 anos ou mais de idade a evolução foi de 21,5 por cento, informa a companhia.

"Em média, um internauta jovem no Brasil consome mais de 2 mil páginas de Internet por mês, 56 por cento mais que um adulto. Isso ocorre porque os jovens passam bastante tempo em sites de relacionamento", informa o analisa.

Com a expansão na base de usuários ativos para o lado dos internautas adultos e idosos, que navegam menos, o tempo médio de uso da Internet por usuário no mês passado caiu. Segundo o levantamento, o internauta brasileiro navegou na Web por 22 horas e 50 minutos em dezembro ante 23 horas e 47 minutos em novembro.

Diante desse resultado, o Brasil foi superado pela França e Alemanha no ranking dos países com internautas que navegam por mais tempo. A França fechou dezembro em primeiro lugar, com uma média de 23 horas e 39 minutos, e a Alemanha marcou 23 horas e 3 minutos.

"Neste momento, há um forte crescimento na Europa do uso de sites de redes sociais, que são as páginas em que os internautas navegam por mais tempo. Esse intenso uso de sites de comunidades, que começou recentemente em outros países, já existe no Brasil desde 2005", disse Calazans.

(Reportagem de Alberto Alerigi Jr.; Edição de Taís Fuoco)