Nokia diz que novo sistema de email móvel tem início positivo

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009 13:39 BRST
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE (Reuters) - A Nokia está registrando um início positivo para seu novo serviço de mensagens que tem como desafio enfrentar o domínio da rival Research in Motion (RIM) no segmento de email móvel, informou um executivo da companhia finlandesa.

A RIM criou um mercado para o email corporativo com seus aparelhos Blackberry e o domínio tem se mantido relativamente protegido das tentativas de ingresso da Nokia nos últimos anos.

Mas "claramente as coisas estão indo para o mercado de consumo, onde a Nokia tem força", disse à Reuters Tom Furlong, diretor de serviços de mensagens da Nokia.

A companhia, que controla quase 40 por cento do mercado mundial de telefones celulares, inaugurou no mês passado o serviço de email Ovi, voltado a usuários iniciantes, e um produto de mensagens que permite combinar diferentes emails em um celular.

"O serviço está funcionando, as pessoas estão utilizando, estamos tendo um bom fluxo", acrescentou Furlong, acrescentando que a companhia espera anunciar os primeiros acordos de compartilhamento de receita com operadoras para o serviço de mensagens nos próximos meses.

"Estamos tentando levar o email móvel para massas de pessoas ao redor do mundo."

A Nokia desistiu do desenvolvimento de seu próprio produto de email corporativo no ano passado, preferindo se aliar à Microsoft e a IBM em vez de se concentrar na criação de celulares para usuários corporativos para melhor competir com a RIM.

A Nokia afirmou que os acordos permitiram à empresa ter acesso a 90 por cento do mercado de emails corporativos sem precisar de investimento extra.

"Creio que o tema dominante em 2009 provavelmente será questionar se o investimento em um dado serviço é realmente necessário", disse Furlong.

Quando se concentrou na parceria com a Microsoft e a IBM em emails corporativos, a Nokia abandonou suporte ao serviço de email do Blackberry, mas Furlong afirma que os usuários da Nokia no futuro poderão voltar a usar o serviço.