Nortel enfrenta pressão com recuo do seu principal fornecedor

terça-feira, 20 de janeiro de 2009 19:20 BRST
 

Por Wojtek Dabrowski

TORONTO (Reuters) - A possibilidade de sombras no relacionamento entre a Nortel Networks e seu principal fornecedor pode trazer pressão à combalida fabricante de equipamentos de telecomunicações enquanto ela tenta se reestruturar após o pedido de proteção à falência.

A Flextronics, fabricante de equipamentos sob encomenda que produz 75 por cento dos produtos acabados da Nortel em todo o mundo, alertou na semana passada que trabalha para reduzir sua exposição à companhia baseada em Toronto depois que ela registrou seu pedido de proteção.

Como parte da estratégia para reduzir esse risco, a fabricante de Cingapura decidiu encerrar alguns acordos com a empresa até julho, como anunciou a própria Nortel, sem dar detalhes.

A Nortel informou que acertou com a Flextronics a compra de 120 milhões de dólares em estoque de seus produtos até julho e que iria fazer outras compras trimestrais.

A Flextronics também revelou que contratou a empresa de private equity Blackstone Group para assessorá-la no relacionamento com a Nortel.

Apesar de ainda ser incerto o que esses movimentos vão significar para os acordos de longo prazo entre as duas companhias, a Nortel tem de ser cuidadosa na forma como trata seus maiores fornecedores enquanto promove a reestruturação, disse Ed Snyder, analista principal da Charter Equity Research.

"A Nortel é quase que totalmente dependente da Flextronics, disse ele. "Ela deve tentar manter a Flextronics relativamente feliz ou eles não terão mais produtos", alertou.

As opções da Nortel parecem restritas: buscar um ou mais fornecedores poderia violar os atuais acordos com a Flextronics, ou pelo menos causar alguma tensão. Da mesma forma, seria muito custoso, uma questão para a qual a Nortel está bem atenta nesse momento.