China estende aos celulares a campanha contra conteúdo impróprio

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009 16:40 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A China estendeu seu esforço contra a pornografia eletrônica no país aos telefones celulares, depois de fechar 1.250 websites por conta de seu conteúdo considerado inadequado, informou nesta quarta-feira a agência de notícias oficial Xinhua.

"Nós vamos incorporar mensagens "maldosas" enviadas pelo telefone celular na nossa campanha", disseram em nota conjunta citada pela reportagem os ministérios de Segurança Pública, da Cultura e outros cinco outros órgãos de governo.

Mais de 40 pessoas foram detidas por disseminarem pornografia na Internet, e mais de 3 milhões de "itens de informação online" foram apagados, segundo a agência de notícias.

O Google, o Baidu e outros grandes websites também foram repreendidos publicamente por não serem rápidos o suficiente em barrar esse tipo de conteúdo de suas páginas eletrônicas.

O esforço contra o conteúdo indevido na Internet foi descrito por analistas como mais um passo na batalha do Partido Comunista para apaziguar os ânimos em um ano sensível, que inclui o 20o aniversário da sangrenta campanha pró-democracia de 1989.

(Reportagem de Emma Graham-Harrison)