Sony planeja fechar fábrica de TV no Japão--Nikkei

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009 17:29 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Sony Corp., que deve registrar seu primeiro prejuízo anual em 14 anos, planeja fechar uma de suas duas unidades fabris de televisores e cortar mais de dois mil postos de trabalho, segundo a agência de notícias financeiras Nikkei.

O presidente-executivo Howard Stringer vai anunciar a decisão em uma entrevista coletiva na quinta-feira, quando também vai informar uma redução de sua expectativa de ganhos, disse a Nikkei, citando fontes próximas à companhia.

No mês passado, a Sony traçou planos para cortar os investimentos, fechar cinco a seis fábricas e eliminar um total de 16 mil empregados diretos e terceirizados globalmente para economizar 1,1 bilhão de dólares ao ano em custos.

Analistas esperam mais cortes de custos na medida em que a companhia, fabricante das TVs de LCD Bravia e dos consoles de videogame PlayStation lida com vendas mais fracas e um iene fortalecido.

A companhia, entretanto, tem encontrado resistências internas quando o assunto é cortar postos de trabalho no Japão, segundo informado pelo Financial Times nesta semana.

A Sony planeja eliminar algo como 3 por cento de seu quadro de pessoal doméstico, ou mais de 2 mil trabalhadores, até o final do ano fiscal encerrado em março.

A empresa, que gera dois terços de suas receitas fora do Japão, deve sofrer um prejuízo operacional de 1,1 bilhão de dólares aproximadamente no ano encerrado em março, informou à Reuters no início do mês uma pessoa familiarizada com o assunto.

(Reportagem de Ted Kerr)